Cicloturismo pelo litoral norte do RS acompanhando o mar

Confira este cicloturismo em uma mountain bike pelo litoral norte do RS (Rio Grande do Sul). A viagem teve início no município de Imbé-RS, passando por Capão da Canoa, Arroio Teixeira, Curumim, Arroio do Sal, Rondinha, Itapeva, Torres, Passo de Torres-SC e posteriormente retornando a Terra de Areia-RS.

O Rio Grande do Sul também tem belas paisagens. E por isso, nada melhor que estar em um velocidade baixa para poder aproveitar todas as riquezas do trajeto. Por exemplo, árvores frutíferas.

O cicloturismo foi realizada em 23 de março de 2019, por Guinho Ritzel (www.instagram.com/guinhoritzel/), morador de Novo Hamburgo-RS.

Partida

A partida foi em Imbé, cidade no litoral norte do RS. Indo pela Avenida Paraguassu, similarmente conhecida como Interpraias, passou por Albatroz, Noiva do Mar, Rainha do Mar, Xangrilá, Capão da Canoa, Capão Novo, Arroio Teixeira, Curumim, Miramar, Arroio do Sal, Rondinha até Itapeva.

Em Itapeva, a rua acaba. As ruas acabam. Sobretudo, tem um parque ecológico e não é permitido ruas nem edificações.

Neste momento, o trajeto em diante até Torres é feito via beira-mar.
Também pode-se pegar a rodovia estadual conhecida como Estrada do Mar, mas ela é bem movimentada e não possui acostamento. Por isso , não é recomendada.

O trajeto via praia tem mais atrativos, pois o mar tem a sua magia.

As praias tem suas particularidades e são praticamente desertas. Quase não há estrutura, e por consequência não há suporte a hidratação, alimentação ou hospedagem.

O trajeto pela beira mar também sempre é mais pesado, pois a areia fofa dificulta a pedalada.

“A parte mais difícil do trajeto são os 15/20 Km antes de chegar a Torres, no trecho de Itapeva. A estrada quando tem, é ruim. Mas se fosse pra ser fácil eu teria ficado em casa vendo televisão.
Cicloturismo é como a felicidade. Ela não é um destino, ela é um caminho.” – diz Guinho.

Torres é a última cidade do RS antes de chegar a Santa Catarina.
A divisa dos estados é feita através do rio Mampituba.
Neste rio, tem uma ponte pênsil, e através desta ponte Guinho atravessou até a cidade de Passo de Torres, em território catarinense.

Trajeto

O trajeto deste cicloturismo pelo litoral norte do RS foi de aproximadamente 122 Km, feito com paradas para descanso e ao mesmo tempo alimentação e hidratação.
O percurso teve início as 6:00 horas e o destino final em Terra de Areia (Balneário Miramar) as 19:30 hrs.

“Fiz com muita persistência, pra não dizer teimosia. Bem como paciência e interatividade com as pessoas e meio ambiente. Acredito que o melhor de uma viagem é o caminho e não o destino. E o caminho sempre com o mar me acompanhando foi excelente. Nada se perde quando se está a menos de 20 Km/h.” – diz Guinho.

Cicloturismo no litoral norte do Rio Grande do Sul Entrada para a beira da praia em Itapeva. Foto: Guinho Ritzel

“O resultado foi um par de tênis no lixo, um bicicleta imunda de suja, inúmeras dores nas costas, mãos, pernas, pés….. e muita história e lembrança boa. Certamente, me lembrarei para a vida toda.” – complementa Guinho.

O vídeo deste cicloturismo está disponível no Youtube, e igualmente pode ser visto abaixo.

Além disso, essa rota pode ser vista em detalhes no Cicloturismo do Adventure

Veja outras matérias referente ao cicloturismo aqui.

2 comentários em “Cicloturismo pelo litoral norte do RS acompanhando o mar

  • 17 de outubro de 2019 em 20:45
    Permalink

    Valeu, obrigado, estava querendo ir nesse lugar. Litoral norte do RS é bonito mesmo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *