Campeonato Brasileiro de Windsurf 2018

A praia de Manguinhos, em Búzios, foi o palco do Campeonato Brasileiro de Windsurf nas modalidades Raceboard, Formula Windsurf, Bic, RS ONE Gemini e Foil. O evento reuniu 68 velejadores nas diferentes classes em três dias de sol e vento.

O primeiro dia foi marcado por ventos fracos com intensidade de 8 a 12 nós. Três regatas realizadas que confirmaram o domínio de Bimba na Raceboard e de Leonardo Ventirurini na Formula Windsurf.

A grande novidade foi a primeira regata de Foil no Brasil. O Foil é uma tendência no iatismo com asas acopladas a quilha (aqui chamada de mastro) que fazem a embarcação elevar-se sobre a água dando muita velocidade e uma beleza plástica à navegação. No primeiro dia Bimba dominou também no Foil.

Em terra a organização foi perfeita com um jantar festivo reunindo a velha e a nova geração de velejadores.

No segundo dia o vento foi um pouco mais forte variando de 12 a 16 nós.

No Raceboard, um fato interessante ocorreu com a quebra de Bimba e Fernando Pasqualin na primeira regata, o que abriu espaço para Felipe Beltran (o He-man) chegar em primeiro e começar a subir na tabela, sendo que Bimba dominou as outras duas regatas.

Na Formula, o domínio de Leozinho foi quebrado com Ricardo Conde (Klango) vencendo as duas primeiras provas do dia e chegando em segundo na última. Na Gemini, Barbara Ramirez (Babu) e Ricardo Munhoz terminaram o dia vencendo cinco das seis regatas realizadas e no Foil Bimba venceu mais três regatas enquanto Marcelo Morrone de Brasília subiu de posição já que o americano Carson Crain não participou das duas primeiras regatas.

No último dia, mais três regatas foram realizadas, desta vez com ventos de 13 a 18 nós. No Raceboard, He-man mostrou as garras e utilizando uma prancha RSX dominou as provas fazendo três primeiros lugares. Bimba e Fernando Pasqualin fizeram um duelo particular com Fernando dominando as orças e Bimba recuperando no popa com chegadas sempre apertadas.

Não passou desapercebido o bom desempenho de Yago Carvalho que participou do evento com a prancha experimental nacional Strong 380 feita em Aracaju terminando a competição em quarto lugar, resultado que não foi válido para o brasileiro uma vez que a prancha ainda não é homologada pela ISAF. No final na Raceboard, Bimba em primeiro, Fernando Pasqualin em segundo e Felipe Beltran em terceiro. Tem que se registrar o desempenho de Patrícia Freitas que entre os homens mandou ver com a sua RSX terminando em sexto no geral.

Na FW, Leozinho voltou a dominar vencendo as três últimas regatas seguido por Ricardo Conde em segundo e Rodolfo Mariozi em terceiro. Mas foi muito bom ver o Apolônio, Rominho, Murilo, André Luiz e principalmente o veterano multi campeão brasileiro Marcelo Lacerda disputando suas colocações na água.

Na Gemini, a dupla paulista Barbara Ramirez e Ricardo Munhoz foram os campeões chegando em segundo em apenas uma das regatas com Boyzinho e Guilherme Cunha em segundo e os mineiros Felipe Viana e Rafael Freitas em terceiro.

Na RS:ONE, Fernando Giestas, de volta ao windsurf, venceu e recebeu o título de campeão brasileiro.

No Foil, o vento forte mudou o cenário no último dia com Marcelo Morrone vencendo duas das três regatas sendo que na primeira dominou praticamente toda a prova sendo ultrapassado por Bimba no final. Na classificação final Bimba ficou em primeiro, Morrone em segundo e o americano em terceiro.

O evento foi uma grande festa com organização impecável, vários patrocínios muitos troféus e inclusive prêmio em dinheiro, o que é raro em eventos do windsurf no mundo inteiro. Prova do prestígio e da capacidade de organização do Bimba, com o suporte da ABWS na figura do Guto Brito.

Depois de muitos anos o windsurf brasileiro mostrou a sua cara gritando a plenos pulmões que está vivo e vai continuar a gerar ainda muitos campeões.

O campeonato foi marcado por eventos noturnos que animaram os velejadores e aumentaram a confraternização. Na sexta o jantar foi na UNIQ Búzios, no sábado a cerveja artesanal Trópica ofereceu 100 litros de chopp aos velejadores e acompanhantes, e no domingo o evento foi encerrado com chave de ouro no Chez Michou na Rua das Pedras.

A Prefeitura de Búzios foi a patrocinadora oficial do evento.
Também tivemos os patrocinadores Clinica Miyake, Yamato Sushi bar e a In Búzios (Transfer Oficial).

De apoio ao campeonato contou com: Pousada do Namorado, Ferradura Resort, Búzios Beach Resort, Pousada Gammel Dansk, Posto Jubarte, Restaurante Capim Limão, Up Comunicação, Surf Geriba, Búzios Digital, Windbra, Pousada Destino Búzios, G&C, Búzios Convention, Workout Academia.

Realização: Bimba Windsurf, Associação Brasileira de Windsurf, Confederação Brasileira de Vela e Búzios Vela Clube.


Todas os textos, fotos e videos desta matéria, foram retirados do site http://abws.org.br/2018/04/03/fotos-e-report-do-campeonato-brasileiro-de-windsurf-2018/


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *